terça-feira, 31 de julho de 2012

EIS A CONTRADIÇÃO!



  O Professor, frente a sua sala de aula é um animador, um transformador, um motivador, um revolucionário! Alguém que prega a mudança da vida, através do engajamento, do trabalho, do voto, do exercício pleno da cidadania! O Professor deve se manter equidistante do processo de endeusamento e divinização de figuras políticas mofadas e/ou ultrapassadas, carcomidas. Mas o que dizer quando o mestre é um apaixonado puxador de voto pra essa gente? O que vai ensinar ao aluno, no que diz respeito ao voto, como fruto final de uma detida reflexão? Professor fogueteiro faz isso!? Tem lastro (moral, ético e intelectual) pra tanto!? Difícil, né?

Nenhum comentário: