terça-feira, 27 de março de 2012

FORTALEZA MELADA!

  "Impressões da família buscapé sobre a mobilidade na capitá de Jambom:

1. Há mais de uma década este aspirante a escriba-mor desta demosucupirana tribuna residiu também por quase uma década na capital do
estado, Terra da Luz mas, antes terra de Iracema...
2. Naquela época começava a se instalar um caos previsto antes pelo menos outros dez janeiros;
3. O engessamento do trânsito...
4. E nada foi feito...
5. Agora a constatação:
6. Há cinco dias transitando pela metrópole tenho sentido na pele o quanto o fortalezense tem sofrido, para se deslocar dentro de sua própria cidade...
7. E o meu direito de ir e vir?
8. Por que ninguém exigiu ainda?
9. Vias antes impensáveis para este barbeiro, (não o de Sevilha, mas de direção), com congestionamentos quilométricos, hoje são rotinas no cotidiano desta gente.
10. Desde ontem, segunda-feira, a BR 116, no trecho que compreende Messejanja até a praça Manoel Dias Branco, onde outrora eu fazia fosse de automóvel ou motocicleta em cinco minutos estou a dois dias a fazer em uma hora.
11. No primeiro dia pensei ser resultado de algum acidente...
12. Que nada!
13. É excesso de carros e falta de espaço mesmo...
14. E as autoridades voando rápido em suas aeronaves, nem se preocupam em olhar lá de cima o caos...
15. Outro problema conhecido a décadas:
16. Alagamentos!
17. Qualquer que seja a pluviometria aferida, lá estão eles novamente, a colaborar com o caos...
18. E hoje com os pluviômetros vazando pelo ladrão (cuidado com esta palavra, escriba!) a capital virou um grande mar...
19. Das áreas nobres às mais populares, o que se viu foi gente a nadar...
20. Fugindo um pouco do assunto, concluí com meus botões:
21. O Chico Anysio já chegou ao céu. E o show parece ter sido espetacular...
22. De São Pedro ao mais baixo assistente de limpeza celestial, todos mijaram. E mijaram para valer...
23.  Mas escapei, graças a Deus, e perícia de quem já circulou pelo menos 100.000 km por estas vias, hoje inapropriadas para um trânsito de uma
capital que se intitula Fortaleza Mela... digo!  digo!  Fortaleza Mela... Perdão Fortaleza Bela.
24. Melou Geral...
25. Tenho dito... E sempre!" (Manuel de Jesus)

Um comentário:

Benedito Gomes Rodrigues disse...

Mais uma vez, nosso escriba palmense, das críticas bem-humoradas, surpreende-nos com seu humor refinado e cheio de gosto. Meus cumprimentos!